Relacionamentos homoafetivos em sociedades heteronormativas

Psicóloga desenvolveu estudo com o objetivo de compreender a construção do vínculo amoroso entre pessoas comuns, casais do mesmo sexo, que conviveram em uma sociedade heteronormativa, ou seja, em que a heterossexualidade é ditada como a norma, e que, apesar das dificuldades que enfrentaram, permaneceram juntos por 20, 30 e 40 anos de vida em comum.


"Entre outras conclusões, o estudo mostrou que os casamentos eram românticos, com vínculos protetivos e de afeto. Como não podiam assumir publicamente seus relacionamentos, havia mais cumplicidade e necessidade de proteção dos cônjuges."


Leia a matéria na íntegra no link abaixo:

Psicóloga traça trajetória de casais homossexuais juntos há décadas