Maneiras de reduzir o risco de Alzheimer

Como até hoje a medicina não descobriu o que realmente causa a doença de Alzheimer, as medidas consideradas preventivas tendem a retardá-la, não evitá-la, explica a neurologista Jerusa Smid, coordenadora do Departamento Científico de Neurologia Cognitiva e do Envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia (ABN). "Adotar as medidas preventivas pode fazer uma pessoa desenvolver a doença mais tarde. Em vez de os sinais aparecerem aos 70 anos, surgem aos 80, por exemplo. Um ganho de qualidade de vida de ao menos 10 anos” , e há ao menos 21 maneiras conhecidas de reduzir o risco de desenvolver Alzheimer, todas apoiadas por fortes evidências científicas.


Clique no link abaixo e

Conheça 21 maneiras de reduzir o risco de Alzheimer