Estudo analisa modelos de moderação entre líderes

Estudo correlacional e de corte transversal, com 108 líderes e 176 liderados de quatro empresas públicas ou de economia mista em que se testou o efeito da percepção de raiva e de poder do líder no desempenho do liderado, moderado por dois traços pessoais dos liderados (conscienciosidade e agradabilidade). A base teórica foi o modelo EASI (Emotion as Social Information). Artigo publicado em janeiro de 2021 na revista Psicologia: Teoria e Pesquisa (publicação do Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília).


Confira o artigo no link abaixo:

Expressão de Raiva e Desempenho: Testando Modelos de Moderação